The Champions! Definidas, escaladas as oitavas de final da Liga dos Campeões

  • 10868097_878464865533310_5950871823186910295_n17 de fevereiro (jogo de volta em 11 de março, com mando invertido)
    Paris Saint-Germain x Chelsea
    Shakhtar Donetsk x Bayern
  • 18 de fevereiro (volta em 10 de março; Real e Porto decidem em casa)
    Schalke 04 x Real Madrid
    Basel x Porto
  • 24 de fevereiro (em 18 de março, Barça e Borussia jogam em casa)
    Manchester City x Barcelona
    Juventus x Borussia Dortmund  (um ‘RT’, um ‘replay’, uma revanche da final de 1997: Borussia 3×1!)
  • 25 de fevereiro (volta em 17 de março, no Calderón e no stade Louis II)
    Bayer Leverkusen x Atlético de Madrid
    Arsenal x Monaco

Continuar lendo

Berlim! Berlim! Nós vamos pra Berlim em junho de 2015!

Estão definidos os 16 classificados para as oitavas de final da Liga dos Campeões 2014-2015. Dois desses times vão jogar a grande final, no estádio Olímpico de Berlim, em 6 de junho de 2015. Sobrevivem 3 times do futebol espanhol: o atual campeão europeu, o Real Madrid, e o vice, seu rival madrilenho, o Atlético, mais o Barça do tridente sul-americano (Messi, Neymar e Suárez). Quatro forças do futebol campeão do mundo: o Super Bayern de Munique, o Bayer Leverkusen, o Borussia Dortmund e o Schallke-04. Três da multimilionária Premier League: Arsenal, Chelsea e Manchester City. Dois times franceses: PSG e Monaco. E apenas um italiano: a Juve. Tanto quanto Portugal (Porto), Suíça (Basel), e Ucrânia (Shakhtar).

Sorteio das oitavas na segunda-feira. Os primeiros colocados – Atlético de Madrid, Real, Monaco, Borussia Dortmund, Bayern de Munique, Barça, Chelsea e Porto – vão jogar a segunda partida em casa. Não pode ter confronto entre clubes dos mesmos países nem entre times que estavam no mesmo grupo na fase que terminou hoje. Continuar lendo

Nas livrarias: “A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra”, de Marcos Alvito.

Um antropólogo carioca – “Flamengo até morrer” – passou um ano no Reino Unido para fazer sua pesquisa sobre a paixão do inglês pelo futebol. O professor Marcos Alvito viu jogos até da Nona Divisão, amadora, mas conseguir ingresso para uma partida de Premier League que é bom, ah, você pode imaginar, isso é missão quase impossível. Tanto que numa de suas “voltas olímpicas” em torno dos estádios,  quase que como um reconhecimento do terreno, o pesquisador foi confundido com suspeito de terrorismo, parado e revistado pela polícia. Por outro lado, conseguiu entrar em jogos da Premier League para acompanhar o trabalho da Football Police Unit. Viu partidas no meio da galera – como a da torcida mais à direita dos estádios da Inglaterra, talvez do mundo.
O resultado dessa temporada do flamenguista Marcos Alvito na terra que inventou o Football Association é o livraço  A Rainha de Chuteiras – Um Ano de Futebol na Inglaterra (Apicuri Editora), que saiu em 2014. Ele é doutor em Antropologia e dá aula de História na UFF, mas o que gente lê é uma grande reportagem, em crônicas informativas e bem humoradas sobre esse ano que deve ter sido muito proveitoso para um apaixonado por futebol. A saber, Marcos Alvito trata da temporada 2007-2008, em que o Manchester United – então com o artilheiro Cristiano Ronaldo- foi campeão inglês e europeu, com o Chelsea vice nas duas competições. Mas vale demais a pena para quem  se interessa pelo futebol inglês. Muitas vezes com notas de rodapés explicando ou atualizando informações. Continuar lendo

A nova era Dunga

Eis a primeira convocação da nova Era Dunga, no começo da segunda passagem do capitão do tetra como técnico da Seleção.

  • GOLEIROS

Jefferson – Botafogo

Rafael Cabral – Napoli

  • ZAGUEIROS

David Luiz – PSG

Marquinhos – PSG

Gil – Corinthians

Miranda – Atlético de Madrid

  • LATERAIS

Maicon – Roma

Filipe Luis – Chelsea

Alex Sandro – Porto

Danilo – Porto

  • MEIO CAMPO

Luiz Gustavo – Wolfsburg

Elias – Corinthians

Fernandinho – Manchester City

Ramires – Chelsea

  • MEIA ATACANTES e ATACANTES

Everton Ribeiro – Cruzeiro

Oscar – Chelsea

Hulk – Zenit

Ricardo Goulart – Cruzeiro

Willian – Chelsea

Neymar – Barcelona

Philippe Coutinho – Liverpool

Diego Tardelli – Atlético Mineiro

Chelsea 2014-2015: Diego Costa, Filipe Luís, Fàbregas, Schürrle, a volta de Didier Drogba… e José Mourinho!

Atualizado em 25/07/2014

Destaque do Chelsea na campanha campeã da Liga dos Campeões 2011-12, herói da final contra o Bayern (em plena arena de Munique!), o experiente Didier Drogba volta do futebol turco para um ano mais de contrato com os azuis. Os números de #Drogs no Chelsea são impressionantes: 157 gols em 341 jogos – 34 tentos em competições europeias; três títulos ingleses, mais 4 Copas da Inglaterra, 2 Copas da Liga inglesa e, enfim, a Champions tão desejada. Sai de baixo!

13705325473

  • > IN> Didier Drogba (estava no Galatasaray), Diego Costa, Cesc Fàbregas, Mario Pasalic (Hadjuk Split, Croácia), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Courtois (volta de empréstimo).
  • *Estrelas da companhia: Schürrle (decisivo na Alemanha campeã), Hazard, Lukaku, Oscar, Willian, Ramires, Victor Moses, John Obi Mikel, Azpilicueta, Fernando Torres, Gary Cahill, John Terry,  Ivanovic, Peter Cech (pode sair) e o “special one”, o técnico José Mourinho
  • < OUT<: Samuel Eto’o, Frank Lampard (NYCFC), David Luiz (PSG), Ashley Cole (Roma), Lukaku (Everton).
  • Estádio: Stamford Bridge, que é de 1877 (!) e hoje tem capacidade para 41.798 pessoas. Na temporada passada, o Chelsea teve 41.482 torcedores por jogo – segundo a Pluri, 29ª melhor média do mundo. Ocupação: 99% do estádio (foto abaixo).

Continuar lendo

David Luiz é pop

O capitão da seleção hoje, na ausência de Thiago Silva, já era garoto de capa de revista quando jogava no Benfica (2007-2011). É uma edição de 2010 da “Mística”, a revista oficial do clube encarnado.
Depois da Copa, o zagueiro muda do Chelsea para o PSG, onde deve fazer a dupla de zaga mais cara do mundo. A dupla da seleção brasileira. Se Thiago Silva não for pro Barça…
slbenfica-pt

Time – e torcida – de guerreiros.

Ganar, ganar, ganar y volver a ganar“,o  lema de Luis Aragonés, ídolo dos #rojiblancos como jogador e técnico (morreu há 2 meses), foi lembrado pelo mosaico da torcida no Calderón.

Depois de 40 anos, o Atlético de Madrid volta a uma semifinal de Champions. A principal competição europeia ainda se chamava Copa dos Campeões quando o Atleti chegou. Na temporada 1973/74, perdeu a final da Europa para um tal de Bayern. Mas os colchoneros disputaram a Copa Intercontinental (ou Mundial de Clubes, ao gosto do freguês) porque os bávaros desistiram. E em duas partidas contra o então o bicho-papão da Libertadores, Independiente de Avellaneda, cá e lá, o Atlético foi campeão do mundo. Na virada do milênio, o Atlético (que nunca tinha caído na liga espanhola) passou duas temporadas no inferno da segundona. Nos últimos anos, voltou a ganhar copas. Liga Europa (2 vezes), Supercopa de Europa (outras duas), uma Copa do Rei (2013). O time em que brilharam os brasileiros Luís Pereira, Leivinha e Juninho Paulista, hoje tem o excelente zagueiro Miranda, o lateral Filipe Luís e os Diegos (Costa e Ribas – o ex-santista foi importantíssimo nestas quartas de final). O grande e tradicionalíssimo clube espanhol voltou a crescer, no meio da dicotomia Real Madrid x Barça. E nesta temporada (2013-14), o time de guerreiros de Diego Simeone voltou a disputar pra valer a liga espanhola, com chances reais de título. Lidera a competição neste momento. Mas a última partida é fora de casa. Contra o Barcelona que o #Atleti eliminou hoje da Europa. Koke, 1×0. Fora o show de bolas na trave. Este bravíssimo Atleti está entre os quatro melhores da Europa, ao lado do campeão Bayern, que eliminou o Man United, do Chelsea e do vizinho Real Madrid, que tem um quintal bem maior e eliminou um também bravo Borussia Dortmund. Sorteio das semifinais na sexta-feira. 7h, horário de Brasília. Boa sorte, guerreiro! Continuar lendo